Páginas

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Bloco do Copo Sujo é o orgulho do Bairro do Bonfim

O Bloco do Copo Sujo nasceu em 1986, idealizado por uma turma de amigos que se reuniam para batucar e aproveitar o carnaval. As primeiras camisas do bloco eram escritas como Turma do Copo Sujo, já que eram restritas aos integrantes do bloco que naquela época já não eram poucos. Os primeiros desfiles partiram do Bar da Tia Aldinha e do Zinho, que eram localizados um pouco a cima do agora tradicional local de partida do Bloco e ia até a famosa esquina do “Kibom”.
Com o passar dos anos, “adotaram” a praça do Bonfim como concentração e encurtaram o desfile até o largo do São Francisco. Pois devido à quantidade de foliões o bloco demora muito pra cumprir seu curto, porém alegre e marcante trajeto.
As músicas são tradicionalmente compostas por J. Dângelo. E a partir do quinto ano, com o enredo “De Bar em Bar”, foi incorporado o famoso refrão:
“ A festa é nossa,
hoje é pra valer,
chegou a hora,
deixa a festa acontecer”
Que passou a ser marca registrada do bloco. Refrão este que faz parte do Samba Enredo “Alvorada” de 1985, da ESQNS.
Um dos pontos fortes do bloco é a sua bateria, com sua ala feminina de chocalhos e seus belos breques, muito bem executados sob o comando firme do amigo e Mestre Orlando, O Bloco também promove anualmente um disputado grito de carnaval na sede do Athletic Club. Onde foi palco dos festejos de 20 anos do bloco comemorados junto com a União da Ilha, que cantou São João del Rei na Sapucaí. Uma festa inesquecível.
Hoje o Copo Sujo é um dos pontos fortes do carnaval sanjoanense, arrasta pela Ribeiro Bastos milhares de pessoas que gostam do bom e legítimo carnaval de rua. A turma continua a mesma, mas o bloco hoje é de São João Del-Rei.